Tirano, Moraes mantem o mandado de prisão contra Zé Trovão


O ministro Alexandre de Moares, do Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido para revogação da prisão do caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido com Zé Trovão, que está se tornando um líder político exilado.

A solicitação foi feita pela defesa do caminhoneiro, que alegou o desejo de diminuir a temperatura do debate político nacional.

Mesmo assim, tirano, Moraes manteve a prisão e deixou Zé Trovão em condição de foragido. Em seu despacho, Moares destacou que o investigado solicitou asilo político no México e que deixa claro não querer cumprir as ordens judiciais brasileiras.

Moraes deixa bem claro que não quer colaborar com a paz social e política entre os três poderes no Brasil e que não quer cumprir acordo nenhum com o presidente Jair Bolsonaro, mesmo ele tendo publicado uma “Carta a Nação” entendo acalmar os ânimos.  

Além de Zé Trovão, o deputado federal Daniel Silveira, o jornalista Wellington Macedo e o presidente nacional do PTB o ex-deputado Roberto Jefferson, são todos presos políticos por determinação de Moraes.

Oswaldo Estáquio conseguiu o benefício da revogação do mandado que tinha contra ele e acompanha Zé Trovão em sua saga mexicana.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem