Assembleia Legislativa do Paraná retoma sessões plenárias presenciais na segunda-feira, 25


Estado registrou 1.534 novos casos e mais 83 mortes, de acordo com boletim deste domingo (25); ocupação de UTIs adulto exclusivas para coronavírus é de 95%.

Retorno, conforme a Alep, é em virtude da diminuição dos casos da Covid-19 no estado e redução na taxa de transmissibilidade da doença; será permitida a presença de, no máximo, de 25 deputados, durante a sessão plenária.

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) vai retomar as sessões plenárias na segunda-feira (26), no Sistema de Deliberação Misto (SDM), com a presença em plenário de, no máximo, 25 deputados.

O retorno, conforme a Alep, é em virtude da diminuição dos casos da Covid-19 no Paraná e a redução na taxa de transmissibilidade da doença.

As atividades estavam suspensas desde o dia 1º de março, após a publicação do decreto estadual que restringiu várias atividades como medida de combate à Covid-19 no estado. Depois, as reuniões e sessões começaram a ocorrer de forma remota.

Em fevereiro deste ano, os deputados haviam retomado as atividades em plenário com a presença dos parlamentares, assim como a reunião, também de forma híbrida, da Comissão de Constituição e Justiça.

Contudo, com o anúncio de decreto estadual mais rígido e, posteriormente, também da bandeira vermelha em Curitiba, os trabalhos no Legislativo haviam retornado à fase remota, com presença em plenário apenas da Comissão Executiva.

Regras

Pelas novas determinações, o acesso à Assembleia Legislativa será permitido aos deputados estaduais, servidores efetivos, comissionados e do Gabinete Militar, além dos profissionais terceirizados e profissionais de imprensa.

Segundo a Alep, a entrada de autoridades municipais está autorizada, com um número máximo permitido de três por gabinete e em horários escalonados. Já a proibição da entrada de demais visitantes continua em vigor.

Postar um comentário

0 Comentários