Derrota da esquerda: Além de Boulos e Manu, PT pela primeira vez fica sem nenhuma capital

Guilherme Boulos (PSOL), Lula (PT) e Manuela D'Avila (PCdoB)
 

Os vermelhos foram os maiores derrotados nestas eleições.

A grande derrota da esquerda em São Paulo e Porto Alegre só não foi maior que a do PT, que desde a redemocratização em 1985, não ficava sem nenhuma prefeitura de capital. O eleitorado mudou e não quer mais a proposta de “socialismo para vocês, capitalismo pra mim”.

Apesar dos socialistas fabianos vencerem novamente em São Paulo com Bruno Covas (PSDB) e Eduardo Paes (DEM), apoiado por Rodrigo Maia, a eleição municipal não reflete a nacional. Se nada importante atrapalhar, Bolsonaro vem forte contra alguém da esquerda e do centrão-PSDB/DEM em 2022.

Em capitais como Vitória, seu apoio foi fundamental para a eleição do Delegado Pazolini (Republicanos) que desbancou o PT.

E falando em PT, Lula ainda tenta na maiores instâncias judiciárias se livrar da ficha suja para ser candidato em 2022, o que muito difícil irá ocorrer. Segue a força da direita brasileira crescendo a cada eleição – e os traidores de Bolsonaro indo à bancarrota junto com a esquerda.

Postar um comentário

0 Comentários