Curitiba: Candidata a vereadora Amanda Leska denuncia assédio em troca e votos

 

Candidata recebeu xingamentos e provocações machistas em rede social

Mesmo estando em 2020, as mulheres ainda permanecem ouvindo discriminação e mensagens de ódio apenas por serem mulheres e enquanto candidatas, propostas indecentes por troca de apoio político de cabeças brancas da velha política paranaense.

Amanda Leska, candidata a vereadora em Curitiba, de apenas 24 anos, decidiu abrir a todos o que tem recebido, como forma de mostrar as pessoas como o preconceito ainda existe e com muita coragem, expor cada mensagem e mostrar que além de lutar para renovar a cidade, está tendo que enfrentar uma luta ainda maior, para vencer o preconceito.

Amanda diz que somente com novas pessoas na Câmara, que não tenham medo de falar abertamente ou expor quem quer que seja, a política e as realidades irão mudar.

Postar um comentário

0 Comentários