Associação de Bares vai entrar na Justiça contra decreto da prefeitura de Londrina


Abrabar quer garantir subsistência do setor e impedir falências

A Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (ABRABAR) informou que vai entrar na Justiça contra o decreto que estabelece o fechamento completo do setor a partir de amanhã (11) em Londrina. Segundo a entidade, o objetivo é garantir a subsistência da categoria, fortemente abalada pela pandemia de coronavírus.

Segundo o presidente da ABRABAR, Fábio Aguayo, o mandado de segurança vai representar estabelecimentos que tenham CNAEs de bares, mas que sejam autorizados a funcionar como lanchonete e restaurantes. A ação também vai pedir a liberação do serviço de Delivery, que também foi proibido pelo decreto.

“Buscamos um alento para os empresários poderem trabalhar e tentarem sobreviver nestes dias de incerteza, no qual muitos já estão combalidos e perto da falência total”, explicou Aguayo, que ainda relembrou as necessidades dos empresários.

“Serão semanas difíceis e mais 14 dias difíceis devido as consequências que o feriado da Independência de 7 de setembro podem ocasionar nas principais cidades do estado e do país”, ressaltou ele, em referência ao período que o vírus demora para se manifestar.

Fábio Aguayo disse que os empresários que possuem alvará para atividades secundárias (lanchonetes e restaurantes) alegam abuso de autoridade de fiscais da prefeitura, devido interpretações diversas dos decretos.

Via 24.com.br

Postar um comentário

0 Comentários