Curitiba: Após pagar fiança, vereadora Fabiane Rosa é solta pela Justiça e deixa presídio



A vereadora curitibana Fabiana Rosa deixou na manhã desta quarta-feira, 12, o Presídio Feminino de Piraquara, onde se encontrava presa há duas semanas pelos crimes de peculato e concussão – exigir parte dos salários dos comissionados do gabinete.

Fabiane Rosa abriu uma vaquinha online para pagar a fiança estipulada em R$ 10.450,00 e no post no Instagram, a mensagem é de que ela estaria com a conta de banco zerada.

Ontem, a parlamentar foi ouvida pela Justiça, o que alimenta rumores de uma possível delação premiada sobre a relação Executivo e Legislativo, além de esclarecer se há ou não o esquema institucionalizado da “rachadinha” na Câmara Municipal de Curitiba.

Fabiane Rosa irá para o sistema de prisão domiciliar, o que levanta uma questão: se ela pode participar das sessões online da Câmara Municipal de Curitiba e voltar a receber o salário de vereadora.

A parlamentar foi acusada de peculato e concussão, pode pegar 12 anos de reclusão e dificilmente vai conseguir se reeleger na eleição de 15 de novembro – Fabiane também está encrencada no PSD, partido que se filiou em abril, na janela eleitoral, ela responde processo disciplinar por ter votado pelo aporte de até R$ 200 milhões ao transporte público e no mesmo dia, o marido foi nomeado para uma função gratificada na Guarda Municipal.

Uma das condições para que a parlamentar deixasse a prisão foi abster-se de qualquer contato com situações fáticas ou incursões que possam levar ao risco da prática de novas infrações similares, o que levanta dúvidas se ela poderá continuar na Câmara Municipal de Curitiba.

Informações Via Blog do Tupan

Postar um comentário

0 Comentários