Militante conhecida como ‘Gorda’ do MBL que atacou Bolsonaro é funcionária de Holiday



Expulsa da frente do Palácio da Alvorada após cobrar o presidente Jair Bolsonaro sobre as mortes pela covid-19, Cristiane Bernart é militante do Movimento Brasil Livre (MBL), grupo que faz atualmente oposição ao governo e elegeu nomes como Arthur Do Val (Podemos-SP) e Kim Kataguiri (DEM-SP) na 'onda Bolsonaro' em 2018.

O MBL atualmente é conhecido como 'a nova esquerda' e está intimamente ligado a partidos como Democratas, PSDB, Podemos e outros que adotam a filosofia do socialismo Fabiano. 

Em conversa com o Broadcast Político (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), ela disse que a ação foi proposital e que estão previstas novas iniciativas como as desta quarta-feira para fazer pressão pelo impeachment de Bolsonaro. 

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), um dos líderes do movimento, confirmou tratar-se de um ato político.

Postar um comentário

0 Comentários