“Esperamos encontrá-lo no júri”, diz advogado da família de mulher morta em hipermercado



O advogado Igor José Ogar, que representa a família da fiscal de loja Sandra Ribeiro, disse em entrevista à Banda B nesta terça-feira, 5, que espera que o cliente Danir Garbossa responda pela morte em júri popular. Para o advogado, Garbossa assumiu o risco de matar outras pessoas ao agredir o vigilante com a arma exposta para cumprimento de sua atividade.

Danir Garbossa é o cliente que se recusou a usar a máscara. Sandra trabalhava no local e morreu baleada com um tiro do segurança.

“Ele está respondendo por homicídio culposo hoje, mas esperamos que isso mude e ele passe a responder por homicídio doloso, com dolo eventual, já que assumiu um risco de produzir o resultado de morte de outras pessoas. Esperamos encontra-lo no júri para que tenha uma condenação digna pelo que cometeu”, disse Ogar.

Via Banda B

Postar um comentário

0 Comentários