Tigresa testa positivo para coronavírus em zoológico de Nova York




Nadia, uma tigresa do Zoológico do Bronx, em Nova York, se tornou o primeiro indivíduo de sua espécie a testar positivo para coronavírus.

A felina da Malásia de 4 anos testou positivo após apresentar uma tosse seca, mas logo deverá se recuperar, informou a Sociedade de Conservação da Vida Selvagem do zoológico em um comunicado à imprensa.

Amostras de Nadia foram retiradas e passaram por exame após a tigresa e outros cinco tigres e leões do zoo apresentarem sintomas de doença respiratória, segundo o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Nenhum outro animal apresentou sintomas.

“Apesar de apresentarem uma certa perda de apetite, os felinos do Zoológico do Bronx estão recebendo bons cuidados veterinários. Estão alertas e interagindo com seus tratadores”, informou o comunicado.

“Não se sabe como essa doença se desenvolverá nos grandes felinos, já que diferentes espécies podem reagir de formas distintas a novas infecções, mas continuaremos a monitorá-los de perto e prevemos total recuperação”, acrescentou.

Ainda de acordo com o zoológico, o animal foi infectado por um funcionário que estava com coronavírus, mas sem apresentar sintomas, e que teve contato com os felinos. O zoo está fechado para o público desde 16 de março.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos aconselha a quem tem sintomas ou tenha testado positivo para o coronavírus que evite contato com animais, inclusive cães e gatos, até que se saiba mais sobre o vírus.

Via CNN Brasil

Postar um comentário

0 Comentários