Dos 53 deputados do PSL, 24 devem ir ao novo partido de Bolsonaro



A saída do presidente Jair Bolsonaro do PSL vai rachar a bancada do partido na Câmara Federal. Projeção aponta que 24 dos 53 deputados federais da sigla devem acompanhar o presidente para fundar a Aliança Pelo Brasil.

Os outros 27 deputados indicam que ficarão no PSL, enquanto ainda outros dois não decidiram qual rumo tomar. De acordo com O Globo – das organizações Marinho – o centrão pode aumentar poder de fogo na Câmara.

Deputados que pretendem ficar no PSL, dizem que vão apoiar a pauta econômica e de costumes do governo, mas não terão obrigações de seguir orientações do Planalto. A ex-líder do governo Joice Hasselmann (PSL-SP) disse que quer ‘embaçar’ a criação do novo partido do presidente, conferindo assinaturas.

Destaque no impeachment de Dilma Rousseff, a advogada e agora deputada estadual Janaina Pascoal (PSL-SP) pretende ficar no partido – “só saio se houver fusão”, afirmou.

O PSL passaria ser a 9ª bancada na Câmara enquanto a futura Aliança Pelo Brasil ficaria na 12ª posição.

Postar um comentário

0 Comentários