Esquerdistas impedem atividades em campus de Universidade Federal em SC


Marcelo Recktenval, reitor indicado em lista tríplice presidente Jair Bolsonaro (Foto: Angélica Lüersen/Especial)

O presidente Bolsonaro nomeou o reitor de uma universidade de Santa Catarina, conforme determina a lei, e alguns professores tentaram agredir o novo reitor, cooptando, inclusive, estudantes para a violência, e agora o impediram de acessar a reitoria para iniciar sua gestão.

A universidade está tomada por invasores, que lá estão em regime de plantão e o campus paralisado.
Pasmem que essas ações foram circunstanciadas de atos de guerrilha urbana, com base no manual do guerrilheiro, do comunista Marighella, que incendiou o Brasil em 1964.

A esquerda não aceita a democracia e a prerrogativa do presidente da República em escolher nome da lista tríplice e nem mesmo seu Governo eleito por quase 58 milhões de brasileiros.

Assista o vídeo:

Postar um comentário

0 Comentários