Equipe paulista de filmagem faz incêndio ‘fake’ na Amazônia para o Rock In Rio



Secretário de Turismo do município de Presidente Figueiredo denunciou o fato à Polícia e disse que a tentativa é denegrir Bolsonaro

Uma equipe de produtores paulistas provoca incêndio nas proximidades do município de Presidente Figueiredo, no Km 13 da Estrada do Distrito de Balbina, com a finalidade de filmar um clipping a ser apresentado na abertura do Rock In Rio 2019, que será realizado entre os dias 27 e 29 de setembro, e 3 e 6 de outubro, na Cidade do Rock. Informa o Correio da Amazônia.

Com contrato de prestação de serviço, a equipe paulista da empresa ‘Maria Farinha Filmes’, montou o Set de Filmagem, com fumaça artificial e fogueiras, supostamente para dar ideia de grande incêndio na floresta Amazônica, como vem ocorrendo nos últimos dias, na região norte do Brasil.

A Maria Farinha Filmes pediu licença ao secretário de Turismo de Presidente Figueiredo, Paulo Lins, para filmar, segundo ele, a cachoeira e cavernas turísticas do Maroaga e a Gruta da Judéia dentro do município de Presidente Figueiredo, além de Samaúmeiras da região.

Lançador de fumaça artificial – Foto: divulgação

Dias depois, Paulo Lins disse que ficou surpreso com o ‘incêndio florestal’ e acionou o delegado da 37ª Delegacia de Polícia do Município, Valdenei Silva, sugerindo apreensão dos equipamentos e abertura de inquérito contra o que considerava crime ambiental e ‘armação contra o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro.

Via Correio da Amazônia


Postar um comentário

0 Comentários